domingo, 27 de setembro de 2009

Leitura.

tratei de sentar no banco;
ao lado de um passageiro
que cheirava a jornal.
abri o livro na página 168.
o ônibus barulhento de vozes
passou a balançar palavras;
algumas voaram com pensamentos
outras se perderam no caminho
de uma leitura toda esquecida.

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

É verdade...

a cada análise, ele tenta ser crítico ao extremo
procurando algum traço de personalidade repugnante
mas cada vez mais tudo tem mais graça
e a desgraça vem do vigésimo quinto andar.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Quebra Cabeça.

para todos os cantos
ele carrega na mochila
o rosto incompleto
montado em quebra cabeça.

sábado, 19 de setembro de 2009

Olhos D’água.

olhando para cima
debaixo d'água
via o prédio
se mexer
com a água
da piscina.

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

A Casa de Sandro.

casa de paredes amareladas;
piano desafinado sem notas;
teia de aranha no banheiro;
mosquitos em toda parte;

aquele jardim explode cores;
as árvores tem personalidade;
ficar de óculos escuros
é como enxergar em pb.

Mute.

bocas falam;
passeando no ar,
maos gesticulam;
infelizmente,
a música
não deixa
eu ouvir
nada.

terça-feira, 1 de setembro de 2009

Inferno de Trânsito

o sol derrama seus raios
sobre o onibus lotado;
fazendo inflamar o odor
de perfumes vagabundos
misturado com suor escorrido
no corpo mal lavado;
entorpecidos no mal cheiro
corpos rezam para o trânsito acabar.