sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Fora da Programação.


mesmo com mais de quarenta anos
você se arrisca em atravessar a rua com o sinal aberto
susto é o despertar para completa falta de atenção
expressão se estica, pisa em falso, salto entorta e o louvável 
e decadente tombo acontece.


quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Não derrube essa árvore!

Esse poema não vale a pena!

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Em Cena

cansou do cabelo preso
rita não é mais pálida
largou a faculdade de direito
e decidiu estudar teatro
desde então, todo dia
se desdobra em personagens

expulsou de vez a timidez
e parece que agora
quer mesmo é se insinuar

essa última foto me lembra
uma artista plástica francesa
que não lembro o nome
eu bem que poderia me chamar charlie
e ser um pianista de ragtime nascido no lousiana.


quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Túnel do Tempo.


ella fitzgerald estava escrito
à caneta na fita k7
que minha mãe levava
para o extinto gourmet.

mamãe chegava do trabalho tarde
sempre elegante,
mas cheirando a restaurante.

minha primeira televisão
foi uma preto e branco
vovó tinha uma imponente
que hoje seria retrô
igual ao telefone branco
de discar rodando.

bivó maria via a missa a cores
às quinze para as seis da manhã.
sempre aquele mesmo padre de batina verde
impunha sua voz
que reverberava por toda a casa.

depois da missa,
bivó tomava seu café da manhã
peculiar.
ao invés de misturar
leite no café
ela preferia leite condensado.


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Beleza Bruta.

atrás desses óculos de lentes arredondadas
você não esconde expressões ambíguas
espreme os olhos, comprime a boca
e a sua seriedade concentrada expressa a raiva
em ebulição. muda de cor, bate na mesa
e o tom de voz sobe cinco escalas até gritar
depois o silêncio cuida do cansaço mas o semblante vermelho
permanece no rosto por horas.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Alegoria da Ameixa

e se descobríssemos que o planeta terra é uma fruta semi descascada pronta para ser devorada
e todo o espaço que para nós era algo próximo do infinito, não passasse de uma elegante toalha de mesa preta com bolinhas brancas comprada no shoptime.

 viveríamos em células dentro de uma ameixa machucada que chamamos de terra. imagina o que seria de nós além de bactérias cósmicas capitalistas na fila do pão.

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Luz em Movimento

daqui de cima
carros são pontinhos que brilham
sinal verde mas parece esmeralda
uma sensação turva de carnaval noturno
que todo dia cumpre expediente.




quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Laboriosa

você se reinventa
pinta minha alma
e depois me larga
numa rua sem saída.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Aquele Porta Retrato.

aquele porta retrato
remete lembranças
além daquela imagem
ou daquele dia.

aquele porta retrato
num único olhar,
proporciona  uma fuga da realidade
golpe baixo para minha distração crônica

aquele porta retrato
me convida a sonhar acordado
e me ajuda a lembrar
que chegando em casa
tem o mais puro amor

aquele porta retrato
deveria se chamar
porta saudades.

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Gota

em
fração
de
segundo
cores
se
alternam
provocando
vertigem


impacto
absorvido
cria
mini
marolas
que 
se
inrradiam
por
alguns
metros.

gota
se perde
num
aglomerado
de
pingos
conhecido
como
poça
de
mágoas

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Fora de Frequência

às vezes
me sinto
como uma
rádio a.m.
totalmente sozinho
na minha estação
expectativa
pode ser
uma aposta
de algo
se concretizar

quando ela
é frustrada
o concreto
desmorona
transformando
esperança
em desânimo




terça-feira, 14 de maio de 2013

Podia ter Acontecido


abro a janela
billie holiday suspira
"the night is cold
and I'm so alone"
venta muito
na república do líbano
na tentativa
de mudar
o tédio
me insinuo
para o caos
e a vontade de sair do carro
e dançar aumenta
as buzinas seriam
aplausos desesperados
de uma cidade
que não para
por nada.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Ainda Não Invisíveis



centenas
delas
vão
flutuando
pelo
quarto

enquanto
umas
sobem
outras
descem

vivendo
em
sua
própria
órbita
e
desafiando
a
lei
da
gravidade


as
poeiras
vem
e
passam
aparecendo
a
olho
nu
e
depois
sumindo
para
sempre

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Cantiga do Anti Sentido


me desembrulho
até encostar
os dedos do pé
na cabeça

no avesso
viro sem cor
pupilas ficam dilatadas
e a percepção se desencontra
em  compreensão
transito no sentido contrário
mas tudo se encaixa

assim vou compondo
a letra da minha decomposição.











fui afastado
pela inércia
dos desinteressantes

sou  fragmento
desbotado
ou puro 
esquecimento




terça-feira, 26 de março de 2013

Vai

vai se corar
vai se colar
vai se coçar
vai se caçar
vai se calar
vai se casar
vai se

segunda-feira, 25 de março de 2013

Às vezes

a melancolia
se afunda
num mergulho
onde a tristeza
se acumula
até deixar vazar
comportamentos
desequilibrados





sexta-feira, 22 de março de 2013

Embrulho

linha vai passando
formando um círculo
meu estômago
vai embrulhando
num enjoo diário
disfarçado de rotina



quinta-feira, 21 de março de 2013

Sem Luz

aqui o céu tem campo aberto
olho para cima e a escuridão
preenche tudo em volta

Receio

às
vezes
tenho
medo
de
a
poesia
sair
de
mim

quarta-feira, 20 de março de 2013

Trajeto Obrigatório


parado na alameda gabriel monteiro da silva
de dentro do carro, vejo as vitrines das lojas
e me intriga os ambientes congelados
simulando a perfeição em decoração
sou do tempo em que cozinha era revestida de azulejos
em um ambiente próprio sem integração.

o sinal da groelândia com a nove de julho é infinito
vendedores de bolinha de sabão
fazem a espera ser mais lúdica
por um segundo parecia
que estava no mundo encantado




domingo, 17 de março de 2013

Mística Transformação

milho estala
na mágica
transformação
em pipoca

ela pula
dentro do microondas
e espalha
seu cheiro
por toda 
a casa


ao abrir o saco
a fumaça
não consegue
disfarçar desespero
ela sai a todo vapor
até sumir no ar


Vício Vital

ocupa todos os espaços
e rapidamente
abandona o peito 
ate esvaziar pulmões 
que novamente
capturam mais ar.
esse vício segue
até o fim a vida.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Ciclo

se me vem a lágrima
deixo- a escorrer
até embaçar meu óculos

lembrança vira tristeza
que vira incômodo nos olhos

impaciência em tirar 
manchas da lente 
me faz esfregar o paninho
até ficar polido 
e o sentimento passar.

domingo, 10 de março de 2013

Entre Portas

me despeço
de um amigo
e saio
ele fecha a porta
e me vem uma sensação
estranha enquanto
o elevador não chega 
não estou na casa dele
mas ouço por trás
da porta sem querer ouvir
o diálogo da casa
se estivesse lá participaria da conversa
mas como fui embora
me transformei numa espécie
de espectador forçado
viajo nessa transição
até ser interrompido
com a chegada do elevador

sexta-feira, 8 de março de 2013

com 40 dias

com 40 dias
ela já revela
um olho azul
bola de gude

com 40 dias
ela segura
a mamadeira
e me olha
fixamente


com 40 dias
ela é capaz
de arremessar
a chupeta
muito além da cama

com 40 dias
ela já tem
deliciosas dobras
nas perninhas

com 40 dias
ela já é capaz
de me provocar
dores nas costas

com 40 dias
fica a madrugada acordada
deixando a mãe
cheia de olheiras

com 40 dias
ela tem cólicas
comparáveis a de mulheres com tpm

com 40 dias
ela já é uma profissional do choro
alcançando níveis altíssimos de decibéis.


com 40 dias
de experiência
sendo filha
e eu sendo pai
vamos construindo
uma linda relação
cheia de mimos
e muito afeto.

quinta-feira, 7 de março de 2013

Cálculo

quatrocentas e oitenta folhas
mais o vento
igual a movimento
somado ao barulho
menos o vento
igual a quatrocentos e oitenta folhas

sábado, 2 de março de 2013

diariamente
o tempo me serve
cada dia a saudade
tem um gosto diferente