quarta-feira, 28 de abril de 2010

Imprevisível.

caderno no colo
terminando de escrever
uma carta para ela
até a caneta tremer
e borrar palavras

não contava que
uma imprevisível
freada do ônibus
me faria escrever
tudo de novo.

4 comentários:

  1. muito bom *-*
    lindo.
    Li alguns de seus posts , e sao muito bonitos mesmo .
    Gosto de textos curtos e diretos .
    Parabéns e sucesso pra você.

    ResponderExcluir
  2. gostei
    vo indica seu blog a uma amiga

    ResponderExcluir