quinta-feira, 2 de julho de 2009

Ao Despertar.

onze horas da manhã
deitado na cama
ouvi a caneca
em atrito com o pires
a faca esbarrou no prato
hum! adoro barulho
de café da manhã.

14 comentários:

  1. Eu também amaria o barulho do café da manhã se ele aparecesse em meus ouvidos às 11 da manhã.
    No entanto, ele visita os meus algumas horas antes de passar pelos seus ouvidos.
    Ainda bem que existem férias, porque aí, certamente, ele simplesmente não me visitará.
    Os barulhos que me visitarão serão os dos pratos, garfos, travessas e afins, na hora do almoço!

    ResponderExcluir
  2. ACHEIMUITO ENGRAÇADO VC SO LEVANTA SE TIVER O BARULHO DO PRATO NÉ?

    ResponderExcluir
  3. Quem não gosta desse barulhinho?
    Melhor refeição do dia, na minha opinião.

    ResponderExcluir
  4. Poesia do dia-a-dia, gostei. Também gosto do cheirinho do café acabado de ser feito. Nossa só de pensar já to afim e principalmente nessa chuvinha que está dando aqui Recife

    ResponderExcluir
  5. Tem alguns selinhos pra você no meu blog, passa lá pra pegar.

    ResponderExcluir
  6. Pow, parabéns pelo blog, esta bem criativo, só esta faltando um novo layout... mas mesmo assim ta ótimo, abraço [ ... ]

    ResponderExcluir
  7. lol, cheguei imaginar o barulho do café aqui & o gosto com cheiro ;D~
    blog muito bacana ;^^;


    seguindo

    ResponderExcluir
  8. Realmente, a manhã tb guarda seu encanto particular!
    Foi gracioso igual o despertar de um céu bem azul e sorridente!

    ResponderExcluir
  9. Lembrou-me uma música!
    Não sei se eu poderia colocar ela aqui...
    caso não possa... é da banda Gato Zarolho, procura no vagalume q vc acha, o título é: É COM VOCÊ E A SORTE.
    Muito parecido com esse teu poema...
    Você tem futuro.

    ResponderExcluir
  10. Café da manhã. Muito bom adoro esse barulho de pratos.

    ResponderExcluir
  11. Rsss... Bem simples mas bem legal e "gostoso" de ler, me lembrou alguns poemas Modernistas...
    Abração!

    ResponderExcluir
  12. Bacana, captei perfeitamente a sensação ...

    ResponderExcluir