domingo, 7 de junho de 2009

Rascunho de Sonhos.

tudo aconteceu
nos rascunho de papel;
borracha apagou
expectativas falsas;
por cima do vazio
o lápis fez desenhos
que traduzem melhor
os seus novos sonhos.

13 comentários:

  1. os sonhos não acabam, apenas se transformam em novos sonos.

    ResponderExcluir
  2. Alguns sonhos nunca podem ser apagados, outros são substituidos.

    ResponderExcluir
  3. Você com poucas palavras descreveu muitas coisas ...
    Muito bacana ... e sou meio q assim, por que se um sonho não dá certo, temos que correr atrás de outros e de mais outros e assim vai escrevendo novamente o que a borracha apagou ...

    Abraços

    Jader Araújo
    PLANO B!
    www.pontocriticocultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. textos rapidos e diretos...
    apesar de nao gostar de blogs com tema "poesia", este me agradou bastante...

    ResponderExcluir
  5. as vezes não dá certo...mas nunca devemos deixar de sonhar! Muito bom o seu blog!
    www.blogtelenoticias.com

    ResponderExcluir
  6. com tempo nossos sonhos mudam...mas não são
    apagados....

    ResponderExcluir
  7. O que lhe leva a escrever desta forma/
    O que te inspira
    Minhas publicações são textos , poemas e poesias tb!
    Aberto a discuções, criticas e elogios
    Grande abraço e sucesso!

    http://yaseryusuf.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Muito bacanaa, !

    Pra que escrever uma página inteira, se vc pode descrever todo esse sentimento que se quer passar em alguns versos !

    Meus parabéns !

    ResponderExcluir
  9. o legal do rascunho é que a gente pode apagar quando quiser.

    mas melhor ainda é quando os sonhos se tornam realidade...

    www.floresnajanela.com

    ResponderExcluir
  10. Vamos aproveitar os racunhos, quem sabe eles são melhores do que possamos imaginar!


    ;***
    Beijos


    http://wanessalins.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Opa, é isso aí poeta, siga nessa toada. Nunca pare de escrever e de estudar poesia. Vc tem o dom, então và à luta!

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir
  12. Putz, essa poema mostra bem o que tô vivendo. Abdicando daquilo que era supostamente certo e correndo atrás (ou melhor, na frente) das coisas que realmente sempre sonhei.

    Beijos

    ResponderExcluir