sexta-feira, 15 de maio de 2009

Linha 179.

irritado ele dirigia
com agressividade.
freadas contínuas
assustavam passageiros;
vidros trememeram;
cabelo da feia mulher
balançava sem cadência;
pessoas em pé
se equilibravam;
sinal ficou vermelho;
o ônibus parou;
passageiros respiraram;
vidro parou tremer;
aquele cabelo feio
não voou mais;
quando o sinal
ficou verde,
tudo começou de novo.

23 comentários:

  1. Muito bom! E engraçado...rs

    ResponderExcluir
  2. obrigada pelo comentário!
    Volte sempre!

    ResponderExcluir
  3. Cara eu que ando de ônibus todos os dias de vez em quando ando com um motorista assim, muito louco seu texto, apenas fala da realidade dos nossos dias.

    BLOGdoRUBINHO
    www.blogdorubinho.cjb.net

    ResponderExcluir
  4. Querido amigo avassalador...Voce me fez recordar de episodios hilarios quando fazia cursinho pre vestibular (nem vale dizer quantos anos tem isso, ok) a galera invadia o onibus e não dava paz a ninguem... era sempre o mesmo horario e o motorista e Sr. Trocador já estavam amiguinhos ... Tinham umas senhorinhas vestidinhas de preto, magas compridas e biblias na mão chegavam a se benzer quando a turma descia do "buzão"...
    Bom lembrar...

    ResponderExcluir
  5. Tem motorista de ônibus que, ao assumir o volante, se esquece que está transportando gente... pensa que leva móveis ou qualquer outro objeto inanimado! ¬¬

    Se bem que, como ser humano que é, tem também seus problemas ou dias ruins... devemos conceder um crédito para alguém que trabalha sobre pressão, horas a fio, no transito infernal das metrópoles...
    .
    http://bloggalemdoqueseve.blogspot.com/
    .

    ResponderExcluir
  6. Um recorte do cotidiano, que por meio da linguagem bem empregada, vira arte...

    ResponderExcluir
  7. Boa Tarde!!!! Infelizmente tem motoristas de coletivos que não entendem o significado do seu trabalho e pensam que os passageiros é um rebanho!!!! É triste uma pessoa dessas.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Não me faça lembrar que existe onibus,
    queria ser independente deles KK

    ResponderExcluir
  10. Realidade pura de nós que precisamos destes transportes tão precários no nosso País...
    E mostrou bem logo no início como muitos motoristas trabalham, pensam que no lugar de gente transportam 'animais'...

    muito bom cara...
    fica na paz

    ResponderExcluir
  11. parece que os motoristas se divertem fazendo isso. pra variar, as mulheres feias de cabelos pertubadores faltam nos engolir quando pedidos LINCENÇA.
    Uma vez pedi desculpas por ter batido distraidamente meu braço na cabeço de um cara que tava sentado num ônibus, ele levantou pra brigar comigo dizendo:
    - VOCÊ PEDIU DESCULPAS?! - como se pedir desculpas fosse um palavrão.
    nem te conto como saí dessa.

    abraço.

    ResponderExcluir
  12. Me vi dentro do 179... Show!

    ResponderExcluir
  13. tb me vi no buss
    auhauhauh
    gostei do blog
    =)
    http://meninos-cor-de-rosa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  14. um motorista que quer largar o turno e faz tudo rapido..eeee....

    ResponderExcluir
  15. LindoOOOO!!!!
    Gosto de Poemas urbanos!!!!
    Me fazem lembrar de um Poeta ao qual gosto muito!!!!!
    que é o Ferreira Gullar...
    Poema Sujo esse livro tem poemas bem urbanos!!!!

    Parabens rapaz!!!

    td de bom!!!!

    te linckei lá no meu blogger!!!!
    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  16. Essa linha 179 é o retrato da realidade. Depois que meu carro foi roubado voltei a andar de ônibus e isso que você descreve é comum.

    ResponderExcluir
  17. Muito bem escrito e muito engraçado também. Parabéns. beijos.

    http://king-of-notebook.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. kkkkkkkkkkkkkkk.. brevemente colocarei isso na minha radio, http://www.estrondaamix.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Eu até poderia continuar o texto, mas de forma trágica rsrsrrsrsrs... que é o que mais provavelmente iria acontecer se o motorista continuasse correndo, uma tragédia!

    ResponderExcluir
  20. Comentar um poema é algo complexo, pois o que dizer? Apenas posso escrever: interessante.

    Rogerio Martins -
    http://palestranterogeriomartins.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. Muito bom.

    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  22. Chega a ter um pouco de graça,mas o que me chamou a atenção foi o olhar poético sobre uma coisa tão banal que é andar de ônibus

    ResponderExcluir