quinta-feira, 21 de maio de 2009

Childhood.

ao colocar a jaqueta,
a pobre criança se atrapalhou;
seu braço esquerdo se perdeu
em meio ao tecido do casaco;
vento barulhento balançava árvores;
as folhas amareladas flutuavam
para dentro da sala;
ele desceu as escadas apressado;
saiu correndo deixando a porta escancarada.

24 comentários:

  1. vc escreve bem =)
    http://meninos-cor-de-rosa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Sim, coisas da infância ( childhood). É assim mesmo quando se veste uma roupa e quer sair do lugar rapidinho.

    Eu lembro que eu era assim...rsss

    Valeu! Boa imagem neste poema!

    http://grooeland.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Legal seus textos, em poucas palavras se resume o essencial rss um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!

    Ei, este escrito me lembrou alguns momentos da minha mais tenra infância...

    Ler o teu texto me fez viajar no tempo.

    Lindo, lindo...

    ResponderExcluir
  5. pra onde será que essa criança ia tão apressada ein?

    chuto dizer encontrar com os amigos no parquinho pra falar sobre a dura vida de ser uma criança.

    Saudades desse tempo, que ainda insiste em não me abandonar.

    ResponderExcluir
  6. • Liinda msg. Trouxe para
    miin a lembrançâ de un passadô presentê ;)
    Parabééns pelo Blogger !

    ResponderExcluir
  7. Poeminha direto no coração.

    ResponderExcluir
  8. OoooooOooooo QUe Legal seu poema Brother, seu texto é meio complexo mas depois se torna gostoso de se ler, adorei

    Abraços

    http://intrigasocial.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. lindo poema, *-*
    adorei a simplicidade, passa no meu!
    http://obakaxipapofurado.blogspot.com/

    Bjos

    ResponderExcluir
  10. Seu texto é bem visual. Espero que a sua intenção seja esta; criar imagens!

    ResponderExcluir
  11. bonito poema

    http://mastersingames.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Cenas de uma infância...
    ah que saudades da minha!

    ResponderExcluir
  13. qui doido !!! como ele pode sair e dexar a porta aberta !!! kkkk

    ResponderExcluir
  14. Quem não fez algo similar na infância que atire a primeira jaqueta! rs...

    Bons tempos que não voltam...

    Muito bem escrito! Parabéns!

    Querem saber de notícias e reportagens interessantes sobre atividade física e saúde?
    http://twitter.com/saudeinfinita

    ResponderExcluir
  15. aparentemente um texto sem nexo algum já que não sabemos de onde ele vem e nem pra onde vai...
    se a intenção era azer cada um de nós, leitores, soltar a imaginação sobre a cena em si e imaginar o desfecho.. vc conseguiu!

    abraços!

    ResponderExcluir
  16. Respondendo a sua pergunta.
    A média salarial do Zootecnista em início de carreira é de R$1.500,00.

    ResponderExcluir
  17. Interessante sua Teoria SObre Crianças e Principlamente sobre Jaquetas ¬¬

    ResponderExcluir
  18. Muito maluca isso sim essa criança


    BLOGdoRUBINHO
    www.blogdorubinho.cjb.net

    ResponderExcluir
  19. huahua

    parece-se comigo qdo eu jogar bola...

    rsrsrs

    Vistem: JaNjÃo ComicS

    ResponderExcluir
  20. Realmente eu gostei desse seu texto.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  21. Gosto de vir aki te ler!
    Bjss...

    ResponderExcluir
  22. Será que existe criança que nunca tenha feito isso ou um adulto que fez o mesmo queando criança!
    Sair correndo para encontrar os amiguinhos e brincar.

    ResponderExcluir
  23. Criança é o ser que mais representa a inocência. Lindo poema.

    Abraço.

    ResponderExcluir